Novos Testes disponíveis.
Saber mais..

Alteração de Horários nas Unidades de Colheita.
Saber mais..

Exames de Rotina - Novos Preços.
Saber mais..

Notícias

Rastreio do Cancro do Cólon em Sangue Periférico.

O Cancro do Cólon é uma patologia que não apresenta sintomas clínicos durante os primeiros anos de desenvolvimento, no entanto, é neste momento que o tratamento é mais simples e com melhores taxas de sucesso.

A forma metilada do gene da Septina 9 é, actualmente, o melhor marcador precoce de Cancro do Cólon, já que permite detectar mais de 90% de tumores, com uma taxa de falsos positivos inferior a 10%.

O Cancro do Cólon tem uma incidência elevada nos países desenvolvidos. A incidência do Cancro do Cólon em Portugal é de 7 mil novos casos por ano, sendo a segunda neoplasia mais frequente em ambos os sexos, e uma das principais causas de mortalidade por cancro no nosso País.
Anualmente, na União Europeia perto de 330 000 pessoas desenvolvem Cancro do Cólon e cerca de 149 000 acabam por morrer devido a esta neoplasia.
Estima-se que mais de metade destas mortes poderia ser evitada com uma detecção precoce.
É uma doença que nos estadios iniciais não apresenta sintomas, passando despercebida.
Torna-se imperativo estabelecer um programa de detecção precoce em pessoas sem sintomas, aplicável à população com mais de 50 anos de idade.


RastreioColon

Nota: O Rastreio do Cólon é realizado no LabCartaxo em parceria com o CGC (Centro de Genética Clínica S.A.)